Como ocorrem alterações gliosis císticas do cérebro e ações terapêuticas

1 O que é gliose e por que surge

O tecido nervoso que forma o sistema nervoso central da pessoa( SNC) consiste em células - neurônios - e neuroglia, ou simplesmente glia - uma microcapa específica que circunda a célula nervosa. Neuroglia desempenha uma série de funções, proporcionando proteção, nutrição do neurônio. Ele cria condições para a produção e transmissão de neurônios pelo neurônio e participa em seus processos metabólicos.

Figura 1

Recomendado para ler

  • Previsão de acidente vascular cerebral repetido
  • Medicamentos para o tratamento da aterosclerose cerebral
  • AVC extensivo: as consequências da doença
  • Medicamentos modernos da Pressão!

As células gliais representam cerca de 40% do SNC total. Se as células nervosas estão danificadas, o que, como dizem, não é restaurado, são substituídas por neuroglia( glia).Esse processo é chamado de gliose.

O que pode resultar em gliose do cérebro?

Como qualquer tecido, o tecido neural é propenso ao envelhecimento.

Todas as funções do corpo desaparecem com a idade. Isso também se aplica à função trófica( nutricional).Como resultado do agravamento da circulação cerebral, o desenvolvimento de alterações escleróticas nos vasos, as células nervosas morrem. O seu lugar é ocupado por glia.

Mas as mudanças cisto-glioticas podem ocorrer não só como resultado do processo de envelhecimento natural do corpo. Pessoas de idade mais jovem podem ser causadas por várias doenças. Assim, a gliose( proliferação de tecido glial) pode ser as conseqüências de um acidente vascular cerebral( hemorragias dentro do cérebro), trauma craniocerebral grave, encefalite, meningite. Além disso, esta patologia é um companheiro frequente de alcoolismo crônico.

Em casos raros, mudanças glioticas podem ocorrer como resultado de um fator hereditário como uma violação do metabolismo lipídico( gordo), causando danos ao sistema nervoso.

Figura 2

Muito raramente, tais mudanças podem ocorrer como resultado de patologias do desenvolvimento intrauterino do feto. Mas crianças com tal patologia cerebral raramente vivem até 3 anos.

2 Sintomas da doença

Os sintomas de alterações glióticas no tecido cerebral são diferentes e dependem das causas que causam esta patologia. Nos primeiros estágios da doença, os sintomas podem estar ausentes por completo. Ou podem parecer totalmente não relacionados com esta doença. Pode ser dores de cabeça frequentes, saltos de pressão arterial, tonturas, náuseas. Portanto, muitas vezes o diagnóstico é feito como resultado da pesquisa por uma razão diferente.

Figura 3

À medida que o tecido glial prolifera, a sintomatologia torna-se pior. Uma pessoa pode ter convulsões, quando não pode dizer o que quer dizer, sua velocidade de reação diminui, pode haver perda de audição e visão a curto prazo.

Os ataques podem ser curtos - dentro de 1-1,5 minutos. Mas gradualmente eles surgem mais frequentemente e se tornam mais duráveis. Lesões mais graves do sistema nervoso se desenvolvem. Eles se manifestam sob a forma de violações da coordenação de movimentos, paralisia dos membros, redução de inteligência até demência( degradação das habilidades de pensamento, demência).Às vezes, há convulsões do tipo epiléptico.

No final, estádios previamente não identificados da doença, pode ocorrer uma incapacidade total e uma deficiência pessoal. Uma pessoa não se percebe no mundo ao seu redor, não controla os processos naturais do corpo( micção, defecação).

3 É possível curar a patologia do

? É possível diagnosticar somente depois de passar por um exame abrangente, nomeado por um neurologista.

Embora os focos gliais sejam claramente visíveis na imagem de MRI e um pouco pior em uma tomografia computadorizada.

Figura 4

Gliose não é uma doença independente, mas uma conseqüência da derrota do sistema nervoso central. Portanto, infelizmente, ainda não existem maneiras de curar essa patologia.

Ao diagnosticar alterações da gliose cística no cérebro, todos os esforços do médico tratante visam reduzir o crescimento do tecido gliosse, eliminando ou pelo menos reduzindo as causas que causam esse fenômeno.

Medicamentos geralmente prescritos que melhoram a circulação cerebral, drogas hipotensas( redução da pressão arterial), nootropes que estimulam processos metabólicos( metabólicos) nas células cerebrais. Além disso, são prescritos antioxidantes que podem neutralizar o efeito nocivo sobre o corpo de radicais livres e outros oxidantes de compostos orgânicos provenientes de alimentos. Se necessário, prescreva medicamentos que reduzam os níveis de colesterol no sangue.

RECOMENDAMOS!

Uma maneira simples mas eficaz de se livrar da dor de cabeça ! O resultado não vai demorar! Nossos leitores confirmaram que eles usaram com sucesso esse método. Depois de estudá-lo cuidadosamente, decidimos compartilhá-lo com você.

Leia mais & gt; & gt; & gt;

Também é recomendado fazer um curso de terapia com vitaminas. Para todos os tipos de gliose, a vitamina B é prescrita.

No entanto, o papel principal é desempenhado pela prevenção de uma maior destruição das células nervosas e crescimento da neuroglia.

As medidas preventivas são, antes de tudo, a conduta de um estilo de vida saudável e ativo e uma nutrição adequada. Você deve parar de comer alimentos que contenham grandes quantidades de gorduras( especialmente a origem animal), porque os lipídios perturbam o funcionamento normal dos neurônios, levando à sua morte.

Os antioxidantes naturais, que são recomendados para gliose, são ameixas secas, nozes, bagas frescas, frutas e vegetais contendo ácido ascórbico, caroteno, tanino( é encontrado em chá verde, cacau).

  • Dikul: os ortopedistas enganam as pessoas! As articulações são tratadas simplesmente "As articulações fortes e as dores nas costas são necessárias 3 vezes ao dia. .."
    Leia mais & gt; & gt;

Também é necessário passar pelo menos a cada seis meses todos os exames necessários, que são nomeados pelo médico assistente.

Assim, se não há como se livrar completamente da patologia, então seu efeito destrutivo no cérebro deve ser interrompido.

  • Compartilhar